Salim Aouar - ensinando para transformar!

Como Aumentar o Tamanho do Swap em Sistemas GNU/Linux

Aprenda a aumentar o tamanho do Swap em Sistemas GNU/Linux

Por Salim Aouar dia em GNU/Linux

Como Aumentar o Tamanho do Swap em Sistemas GNU/Linux
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A Memória Virtual é muito importante para os Sistemas Operacionais. É através dela que o Gerenciador de Memória consegue aumentar/extender a Memória Física/Principal em situações de grande utilização.

Nos sistemas GNU/Linux a região de memória virtual é chamada de swap. Geralmente, é utilizada uma Partição específica para o swap, definida no momento da instalação (particionamento do(s) disco(s)).

Entretanto, há situações que necessitamos aumentar o tamanho da swap. Tais como:

  • O tamanho definido inicialmente foi subdimensionado;
  • Um novo serviço instalado no servidor está demandando mais memória;
  • O VPS alugado não possui swap;
  • Entre outras situações.

Gostaria de destacar a situação de que alguns Servidores que podem ser alugados, não possuem swap configurada. Um bom exemplo é o excelente serviço da Digital Ocean, cuja máquina não vem com swap.

- Então, como fazer para aumentar/criar a Swap nessas situações?!

É uma tarefa relativamente simples! Com os comandos free -m (para exibir as informações em MB) e swapon -s (-s para sumarizar a saída), pode-se saber quanto de memória principal e swap há no sistema. Além disso, o segundo comando permite visualizar qual(is) partições estão ativas para o swap.

Como Aumentar o Tamanho do Swap em Sistemas GNU/Linux

Na Imagem acima pode-se observar que há aproximadamente 494 MB de Memória RAM e 382 MB de Swap. Além disso, a partição que está o swap é a /dev/sda5.

Vamos criar um arquivo para representar um Dispositivo de Bloco, que conterá o tamanho final de 1024 blocos de 1 MB (1 GB). Os comandos utilizados para a criação:

### Criando o arquivo
dd if=/dev/zero of=/root/novo_swap bs=1M count=1024

### Definindo acesso somente para root (segurança)
chmod 600 /root/novo_swap

Após criar o arquivo /root/novo_swap, basta formatá-lo com o tipo swap utilizando o comando mkswap:

### Criando o Sistema de Arquivo Swap (formatando)
mkswap /root/novo_swap

Tudo pronto para definirmos o novo swap! Com o comando swapon vamos indicar o novo arquivo para incrementar o swap:

swapon /root/novo_swap

A partir desse momento, pode-se ver na Figura abaixo que a swap foi incrementada em 1 GB e, além disso, a listagem com o swapon -s já traz o novo bloco ativo:

Como Aumentar o Tamanho do Swap em Sistemas GNU/Linux

Importante: Se a máquina for reiniciada, o novo swap não iniciará automaticamente!

Isto mesmo! Se reiniciar o sistema, o novo swap não iniciará automaticamente. Para resolver esse problema, devemos incluir uma entrada para o novo swap no arquivo /etc/fstab. É bem simples!

Basta inserir ao final do arquivo /etc/fstab a seguinte linha:

/root/novo_swap none swap sw 0 0

Repare que há 6 parâmetros nesta linha inserida. Vou explicá-los:

1. /root/novo_swap corresponde ao dispositivo de bloco (block device) a ser montado;
2. none indica o ponto de montagem (nesse caso não temos nenhum, pois trata-se de swap);
3. swap informa o tipo do sistema de arquivo (filesystem type);
4. sw é a opção para montagem do sistema de arquivo (sw é para o tipo swap);
5. 0 corresponde se a partição será marcada para fazer dump (swap não tem necessidade, 0 = false);
6. 0 indica a ordem de checagem na inicialização dos disco (o comando fsck verifica automaticamente, o valor 0 indica que não há necessidade).

É isso... Acredito que esse Post ajudará muitas pessoas, que passam/passarão por esse tipo de situação. Qualquer dúvida ou sugestão, deixe seu comentário abaixo!!!

INSCREVA-SE EM MINHA LISTA E RECEBA EM PRIMEIRA MÃO AS INFORMAÇÕES E DESCONTOS PARA OS MEUS CURSOS!!!

Compartilhe esse Post e o Blog para sua Rede Social, é muito importante para podermos atingir um maior número de pessoas interessadas!

Abraços,
Salim Aouar.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: